Denunciados pelo MPF/SP por assaltos a agências dos Correios são condenados a até 66 anos de prisão | Portal Jurídico Inve

Denunciados pelo MPF/SP por assaltos a agências dos Correios são condenados a até 66 anos de prisão

Os sete denunciados pelo Ministério Público Federal em Campinas/SP por roubos a agências dos Correios em municípios da região foram condenados pela Justiça Federal. A pena de Diego Henrique Freitas Soares, que participou de 11 assaltos entre junho e agosto de 2014, chegou a 66 anos de reclusão. Ele e outros quatro envolvidos nos crimes já estão presos preventivamente desde a deflagração da Operação Caixa Alta, da Polícia Federal, em outubro do ano passado. A Justiça determinou ainda a prisão preventiva dos dois réus que continuavam em liberdade.

Os condenados praticaram pelo menos 16 assaltos entre maio e setembro de 2014, em agências de Campinas, Sumaré, Hortolândia e Elias Fausto. A grande quantidade de roubos foi propiciada pela alternância dos criminosos nas ações. Para cada assalto, eles se dividiam em duplas ou trios, o que dificultava a identificação dos envolvidos. Além dos sete condenados, três adolescentes também participaram dos assaltos.

Modus operandi - A ação dos criminosos era rápida. Em cerca de dois minutos, dois ou três deles invadiam o local armados e recolhiam o dinheiro do cofre da tesouraria e dos guichês de atendimento, além da arma e do colete do vigilante. Um dos bandidos permanecia na entrada da agência para vigiar a porta e ameaçar as vítimas. Quando possível, dinheiro e pertences de funcionários e clientes também eram levados. Os valores roubados chegaram a R$ 61,8 mil.

Além da pena recebida pelos assaltos aos Correios, Diego Henrique Freitas Soares foi condenado a oito anos a cinco meses de reclusão no processo 0008366-36.2014.403.6105 e a 11 anos, dois meses e cinco dias no processo 0009460-19.2014.403.6105, ambos referentes a roubos praticados na mesma época. Já Gustavo Gonçalves de Oliveira teve a pena definida em 40 anos e 4 meses de prisão pelo envolvimento em sete assaltos a agências postais, tendo sido também condenado a dez anos e cinco meses de reclusão por roubos apurados no processo 0008366-36.2014.403.6105.

José Márcio Fresneda Galo, que participou de um dos assaltos aos Correios, recebeu pena de 14 anos e 11 meses de prisão, pois já tem condenações anteriores por roubos e responde a processo por tráfico de drogas, além de ter fugido da cadeia duas vezes. Os outros quatro envolvidos foram condenados a seis anos e cinco meses de reclusão, em regime inicial semiaberto, também por terem participado de um assalto cada um. A Justiça Federal absolveu todos os denunciados dos crimes de associação criminosa e corrupção de menores.

O número do processo é 0010105-44.2014.403.6105. Para consultar a tramitação, acesse http://www.jfsp.jus.br/foruns-federais/


Assessoria de Comunicação
Procuradoria da República no Estado de S. Paulo
(11) 3269-5068 / 5368 / 5170
prsp-ascom@mpf.mp.br
twitter.com/mpf_sp



Fonte: MPF
 

Seção: Notícias
Categoria: MPF

Como referenciar este conteúdo

NOTíCIAS,. Denunciados pelo MPF/SP por assaltos a agências dos Correios são condenados a até 66 anos de prisão. Portal Jurídico Investidura, Florianópolis/SC, 07 Out. 2015. Disponível em: mail.investidura.com.br/noticias/228-mpf/333044-denunciados-pelo-mpf-sp-por-assaltos-a-agencias-dos-correios-sao-condenados-a-ate-66-anos-de-prisao. Acesso em: 21 Jul. 2019

Receba nossos e-mails e infoprodutos jurídicos

 

 

ENVIE SEU ARTIGO